O SACI VERDADEIRO, de Olívio Jekupé.

dsc02205

Olívio Jekupé.

O  Saci  Verdadeiro é uma obra de autoria do escritor indígena Olívio Jekupé.

Olívio Jekupé (Novo Itacolomi, 10 de outubro de 1965) é um escritor brasileiro de literatura infantil.

Começou a escrever em 1984. Iniciou o curso de filosofia na Pontifícia Universidade Católica do Paraná, em 1988, vendendo artesanato para custear seus estudos. Também foi professor do ensino fundamental. Mudou-se mais tarde para São Paulo, onde retomou os estudos na USP.

Mora na aldeia Krukutu, em Parelheiros. É membro do Núcleo dos Escritores e Artistas Indígenas (Nearin) e foi um dos fundadores da Associação Guarani Nae’en Porã. Em seus livros, aproveita a tradição oral, transcrevendo histórias de seu povo.

Dois de seus livros, Ajuda do Saci e A mulher que virou Urutau, foram publicados em edições bilíngues, com texto em português e guarani. (Wikipédia)

Desde a chegada dos povos estrangeiros, vindos de toda parte do mundo, mas principalmente da Europa e da África, as culturas que se encontraram aqui têm descaracterizado a cultura da terra. Assim, o Saci foi transformado ao longo dos tempos e hoje não tem muita ligação com o Saci que existia nos tempos de Pindorama.

Olívio Jekupé, preocupado em preservar a cultura ancestral, escreveu o livro O Verdadeiro Saci para que possamosMCSP-6 conhecer o Saci assim como os povos antigos o conheciam.

Segue uma entrevista concedida pelo autor à ISTOÉ.

Índio conta a história real do Saci

Lilian Amarante

O Saci Pererê – personagem do folclore brasileiro imortalizado por Monteiro Lobato – não tem uma perna só, não é negro nem usa carapuça. Quem contradiz um dos maiores nomes da nossa literatura é Olívio Jekupé, índio guarani e autor do livro O Saci Verdadeiro (UEL, tel: 43 371 4674, 33 págs., R$ 10). Ex-aluno de Filosofia da Universidade de Londrina e da Universidade de São Paulo, Jekupê registrou a versão indígena da lenda. Casado e pai de dois filhos, ele mora numa aldeia, em São Paulo. Sem computador ou máquina de escrever, ele já escreveu três livros.

Como é o Saci verdadeiro?

É um personagem indígena que tem nomes diferentes. Em guarani ele se chama Kambaí; em tupi, Iaci Pererê e no Amazonas, Matinta Pereira.

Como ele é?

Tem duas pernas e não usa carapuça. O que lhe dá poderes é um colar chamado Baêta. É uma entidade da floresta que ajuda os homens e, ao contrário do que diz Monteiro Lobato – que ele morre de sete em sete anos para que um novo saci nasça do taquaral –, ele não morre nunca.

66939_Large1

O Saci Verdadeiro.

De onde vem o Saci de uma perna?

Na África existe um personagem negrinho de uma perna só que se chama Ossaim. Para se defender dos castigos dos brancos, os escravos misturaram a história de Ossaim com a do Iaci Pererê.

E Monteiro Lobato?

Ele criou uma ficção exagerada da história.

Por que você escreveu um livro?

É importante para a literatura brasileira ter a visão certa do personagem.

Seu livro é uma ficção?

O índio não tem costume de usar essa palavra. O Saci não é um mito, é uma história. E ele existe de fato.

 

Para mais informações, visite o blog do autor, Literatura Nativa.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s