MORRIGAM

875-52a7044506af1-900x600

Outra banda brasileira que explora a temática indígena é a banda de Macapá, Morrigam. Embora também busquem inspiração em outras culturas, a fonte principal é a mitologia nacional, de origem indígena.

Assim como a banda Glory Ópera, as letras da Morrigam exploram histórias com base na nossa cultura ancestral, mas com a vantagem de apresentar essas letras em português. Enquanto a Glory Ópera mantém a tradição do Metal cantando em inglês e seguindo a levada tradicional em seu estilo, nas músicas do Morrigam pode-se perceber claramente elementos da música brasileira, além do idioma oficial do país. Em “Corpo Seco” o regionalismo é bem forte, o que torna a composição bem rica.

Segue uma curta biografia da banda.

Morrigam é uma banda brasileira (Macapá – AP), de Folk Metal/Death Metal Melódico com temáticas pagãs relacionadas à vikings, celtas, deuses nórdicos e, principalmente, ao folclore brasileiro.

Criada no início de 2013 por Fernanda Brasil e Kallebe Amil que adotaram o nome inspirados na deusa celta da guerra Morrígan (Morrigu ou Mor Rioghan), como o objetivo de fazer músicas que mesclassem o peso do Death Metal e do vocal gutural com melodias folclóricas brasileiras (indígenas e regionais do norte e nordeste) e celta.

Tem como principais influências:

As bandas: Arkora (Rússia), Eluveitie (Suiça), Leshak (Rússia), Cangaço (Brasil), Amon Amarth (Suécia).

E estilos musicais: regionais do norte e nordeste do Brasil como Marabaixo e Baião, música indígena, música celta e, é claro, Death Metal, Thrash Metal e Heavy Metal.

Lançou dia 23 de novembro de 2013 via internet seu primeiro EP oficial intitulado Anhangá com 04 faixas: Massacre, Corpo Seco, Kuru’pir e Anhangá (produzido por Jaime Lopes e Sergiomar Junior – JJ Metal Maker Studio) e oficialmente no Festival Quebramar 2013.

(Fonte: Banda MorrigaM)

Algumas de suas músicas podem ser ouvidas gratuitamente no perfil da banda no SoundCloud.

Mais informações na página da banda no facebook: MorrigaM.

Segue uma faixa do EP Anhangá, Kuru’pir.

10310112_767120379987751_7800657137568963543_n

Clique na imagem para ouvir a música.

Música: Kuru’pir

EP: Anhangá (2013)

Produção: Jaime Lopes e Sergiomar Junior (JJ Metal Maker)

Kuru’pir
Kallebe Amil/Fernanda Brasil

Ele é o rei das matas
Não há como fugir
O homem vira caça
Quando invadir

Mas com seu assobio
Ele vai te atrair
Gritos pegadas falsas
Você vai sucumbir

Kuru’pir(Kaapora)
Kurupir (Momoxiisaara)
Kuru’pir
Anhanguera

Dirigindo as manadas
De porcos do mato
Ele vai atrás de ti
Tu vai ser caçado

Com seu assobio
Ele vai te atrair
Gritos, pegadas falsas
Você vai sucumbir

Kuru’pir(Kaapora)
Kurupir (Momoxiisaara)
Kuru’pir
Anhanguera

Duende do cabelo de fogo
Que corre para trás
Açoita o bicho homem
Faz mal à quem mal faz

Kuru’pir(Kaapora)
Kurupir (Momoxiisaara)
Kuru’pir
Anhanguera

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s